Marvel RPG
Seja bem vindo ao Marvel Rpg! No momento estamos passando por um Remake, pedimos que você retorne mais tarde. Se você já tem uma conta e jogava aqui antigamente, fique atento pois haverá eventos especiais na reinauguração voltados para você.

[FP] ÍSIS AG. ROUSSEAU

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Mensagem por Ísis Ag. Rousseau em Sex Jul 26, 2013 7:05 pm


ÍSIS AG. ROUSSEAU

O homem explora o homem e por vezes é o contrário.

Dados Básicos - Fisico/Psicologico
NOME:
Ísis Ag. Rousseau.
CODENOME:
Nenhum.
NASCIMENTO:
Dia 27 de Agosto de 1993.
NACIONALIDADE:
Magdeburgo, Alemanha.
GRUPO:
Independente.
OCUPAÇÃO|PROFISSÃO:
Nenhum.


Ísis é descrita com um rosto comprido, como os da mãe. Longos e espessos cabelos castanhos que alcança um pouco a cima da metade das costas. Seus olhos são amendoados e intensos. Corpo é acentuado e esbelto, medindo 1,86 de altura.

Nunca se sabe o que se passa na cabeça da garota. Na frente de quem interessa a morena é uma pessoa, quase como uma impostora, e quando não está sendo vigiada, ela tenta ser alguém condizente com seus pensamentos internos. Mas garota é comunicativa, e com o tempo passa a imagem amável, carinhosa, de ser sensata e paciente, além determinada e tolerante quanto ao o que lhe diz respeito.

Poderes e Habilidades

(1) Fitocinese. (2) Empatia.
DESCRIÇÃO

(1) Capacidade de controlar forças da natureza, e qualquer vida vegetal. Se permite acelerar, diminuir, e manipular as plantas, gerar espinhos, exalar veneno ou o próprio pólen venenoso no caso das flores, e dar frutos tentadores. Incluem-se também a capacidade de causar terremotos, deslizamentos de terra, avalanches, erguer paredes de terra ou desmanchar o solo.

(2) Capacidade de ler ou sentir sentimentos e emoções. Proporciona ampliar ou reduzir emoções. Pode afetar qualquer tipo de emoção, como raiva, ódio, amor, confiança, entre outros. Têm a capacidade para acalmar seres vivos, ou deixá-los apáticos. Variações incluem poderes específicos para certas emoções.

Exemplo de poderes de acordo com os Níveis.

DELTA

Level 1: 00XP
[P] Botânica I - Reconhece as espécies vegetais, assim como sua ordem, classe, família, sem nem sequer ter visto a planta na vida.
[P] Primavera - Nessa estação o ataque e os movimentos se tornam mais precisos.
[A] Raízes vivas – Consegue fazer com que raízes nasçam do solo e estas para fins diversos. Podem prender o adversário não permitindo movimentação. (As raízes conseguem manter um adversário preso por até no máximo 2 post's, mas no caso de uma missão a decisão cabe ao narrador).
[A] Pacto I - Por onde você passar, as folhas, sejam elas grandes ou pequenas, estarão dispostas a te ajudar. Neste level você só poderá usa-las para fazer um reboliço, na tentativa de escape ou ilusão, para um futuro ataque.

Level 2: 50XP
[P] Perfumado - Consegue atrair pessoas até seu encontro. Assim você pode fazer uma emboscada. Ou até mesmo, marcar território, como uma maneira de entrar num lugar, e se orientar para sair do mesmo.
[P] Botânica II - Com o level avançado, você agora é capas de potencializar os efeitos de ervas medicinais, sabor dos frutos, as vitaminas e minerais que ali se encontram e alterar os hormônios vegetais.
[A] Ecese Gramada - Consegue fazer plantas rasteiras crescerem com perícia e velocidade. a grama fica tão trançada que dificulta o movimento do inimigo, fazendo o tropeçar de vez em quando. [gasta 10MP]
[A] Séres Arbustiva - Consegue fazer arbustos crescerem em velocidade rápida, fazendo com que o inimigo não consiga se mover adequadamente, tendo que pular os seres herbáceos. É eficaz, quando se precisa fugir. [recupera 20MP]

GAMA

Level 3: 150XP
[P] Aromaterapia - Com seu perfume natural, consegue acalmar o ambiente e evitar um ataque repentino. Além de sanar paralisias, dormências, confusões e possessões.
[P] Sangue Venenoso- Por conviver diariamente com plantas, flores e substancias venenosas, seu sangue passa a conter um veneno natural. O contato como mesmo pode transmitir o veneno. Caso isso ocorra, o oponente fica tonto e terá um dano mínimo por rodada de menos 5HP.
[P] Inimigo Infiltrado - No seu sangue correm parcelas toxicas, pois vivem expostos a a plantas venenosas. Dessa forma, conseguem envenenar alguém somente com um beijo. Um veneno Sutil, que tira do oponente uma pequena parcela de dano a cada turno envenenado. [TOXINA +5 - level 8 ALFA]
[A] Fitogênese I - Consegue criar plantas do nada. De qualquer tipo de terra a planta desejada pelo filho da deusa irá surgir, lembrando que a quantidade desses vegetais é limitada e que nesse level, somente flores e ervas podem ser criadas. [gasta 5MP no mínimo]

Level 4: 250XP
[P] Clorotelepatia - Se comunica com plantas, seja ela arvores, arbustos, gramas ou flores.
[P] Tentação – Assim como uma flor que atrai insetos, você agora é muito atrativo e convidativo, mal sabem seus adversários, que sua pele é uma armadilha. Ao ser tocado, você suga a energia vital de suas vítimas e transfere para si. [no máximo 50% de HP]
[A] Geodinâmica - consegue manipular a terra para dar pequenos tremores sísmicos, criando sulcos ou apenas tremedeiras de solo.[gasta 20MP]
[A] Xilocinese I - Consegue controlar madeira em pequena quantidade, moldando-as para seu próprio deleite. Lembrando que as coisas feitas por você ainda não são de qualidade e super resistentes. [gasta 10MP no mínimo]

BETA

Level 5: 300XP
[P] Aura da natureza – Intensifica os ataques com armas feitas de madeira e planta, os deixando melhores e mais fortes e também deixando-o mais belo e atraente.
[P] Cura Natural – Caso ferido começa a se curar naturalmente numa velocidade avançada, mas apenas se próximo a plantas.
[A] Pacto II - Agora você é capaz de utilizar as folhas para um ataque cortante, como folhas navalha. também poderá enrijecer e endurecer as folhas maiores para torna-las espadas ou escudos, na falta desses itens. [gasta 15MP no mínimo]
[A] Fitogênese II - consegue criar plantas do nada, de qualquer tipo de terra a planta desejada pelo filho da deusa irá surgir, lembrando que a quantidade desses vegetais é limitada e que neste nível, além de flores e ervas podem, agora você pode criar arbustos e pequenas arvores frutíferas. [gasta 15MP no mínimo]

Level 6: 400XP
[P] Respiração Subterrânea - Passa a respirar de baixo da terra.
[A] Xilocinese II - Consegue controlar madeira em média quantidade, moldando-as para seu próprio deleite. lembrando que as coisas feitas por você , agora resistem, um pouco mais do que o normal, mas ainda sofrem em contanto com fogo ou laminas afiadas. [gasta 15MP no mínimo]
[A] Geocinese Limitada- Você consegue controlar a terra e, fazer movimentos como: crescer uma parede a sua frente ou criar um buraco de dois metros de profundidade para utilizar como armadilha.

ALFA

Level 7: 450XP
[P] Aroma - Parecendo meio ridículo, mas o aroma capaz de ser produzido pode ser encantador para atrair ou horrível o suficiente para dispersar o oponente.
[A] Fitogênese III - consegue criar plantas do nada, de qualquer tipo de terra a planta desejada pelo filho da deusa irá surgir, lembrando que a quantidade desses vegetais é limitada e que neste nível, além de flores e ervas podem, arbustos e pequenas arvores frutíferas; Grandes arvores são criadas num estalar de dedos. [gasta no mínimo 20MP]
[A] Xilocinese III - Consegue controlar madeira em grande quantidade, moldando-a para o seu próprio deleite, agora você é capaz de construir casa instantaneamente, muros altos, escudos e espadas, momentaneamente e super resistentes. Além de moldar a madeira e manipula-la da forma que bem entender.[gasta no mínimo 20MP]

Level 8: 600XP
[P] Energia da Floresta - Quando esta numa grande floresta as plantas doam-lhe energia, sendo assim seus poderes ativos consomem apenas 50% do normal.
[P] Revestido por espinhos – Conseguem revestir qualquer parte de seus corpos com espinhos e também libera-los como uma forma de defesa e ataque.
[A] Tempestade de Espinhos -Espinhos banhados em sangue crescem por toda a sua pele. Esses espinhos quando lançados em alta velocidade, e tingem o céu com rajadas de um vermelho vivo. O ataque é contínuo e dura enquanto durar o sangue e a energia magica do usuário. [gasta 60MP/HP e mais 10MP/HP para perdurar o golpe] Além de causar dano, ainda intoxica o oponente. [TOXINA +5]
[A] Toxina - Agora o filho da deusa tem a combinação perfeita de venenos, e eles correm por suas veias. Se ferido, esse sangue escorre e o usuário pode usa-lo para envenenar o oponente. Este perderá 20HP por turno, enquanto continuar envenenado. [gasta 15HP] [Irá influenciar nos demais movimentos que envolvem qualquer tipo de veneno [+5].]

ÔMEGA

Level 9: 1000XP
[P] Adaptação Climática – Permite que se adaptar a qualquer condição climática, seja muito quente ou muito fria, seu corpo simplesmente é acostumado com a reviravolta de estações.
[A] Coração Sazonal - Deméter molda as estações de acordo com seu estado psicológico; da mesma forma, suas emoções podem muito em seus efeitos. Quando com Raiva (verão) , o usuário consegue deixar o ambiente muito quente, a ponto de gerar fogo, secar rios, e intensificar os raios solares. O fogo é aquele que expressa toda essa ira. Se sentir Saudade(Outono), as folhas caem, e os ventos podem ficar ainda mais velozes e destrutivos, a saudade do filho da deusa, pode fazer com que as plantas morram com a sua presença. O vento é o seu elemento da vez. Quando expressa Tristeza (Inverno), você tem a mais profunda vontade de se entregar a sua solidão. A neve cai com vigor, sua presença trás uma grande áurea de profunda depressão, afligindo os outros; o gelo é sua principal arma de combate. Porem, quando vem a Alegria(primavera)a cria da natureza, sente uma abundante onda de felicidade, as flores crescem aos montes, a essência delas é cativante e apaixonante, chega a ser hipnótica. As constantes chuvas estão ao seu favor, podendo controlar a sua intensidade da forma que quiser. Água e terra lhe obedecem com louvor.
[A] Clorocinese - Um grande poder de manipulação sobre as flores. Essa habilidade precisa de uma grande quantidade de flores para ter exito. Você ira jogar as flores para o céu e controla-las de um modo que afetem seu inimigo. Este poder pode ser usado de três modos. Defesa, Ataque corporal e Ataque especial. Como defesa, as flores jogadas aos céus, rodarão a seu redor, girando em alta velocidade, porem fogo pode muito bem destruí-las, o restante dos golpes mágicos, serão barrados com sucesso, ou pelo menos parte deles. Ataque corporal, as fores serão lançadas e as pétalas se tronaram tão afiadas que terão o poder cortante de bronze celestial. E Ataque especial, que fará com que as flores brilhem intensamente e persigam o alvo, e quando entrarem em contato, causaram mini explosões ao oponente. [gasta 60MP para uso]


Antecedentes históricos


Nascida em Magdeburgo, Alemanha, no dia 27 de Agosto de 1993. Mora com o pai apenas, em um apartamento de um dos prédios da rua nº 5.

Seu pai, Marcos Mg. Rousseau, era um antigo professor em Berlim e atualmente um escritor de não muito sucesso. É apenas uma prova de que as boas pessoas são também as mais azaradas. Marcos  perdeu seus pais aos 8 anos de idade, e foi morar com seu tio da parte paterna - um bêbado que não se sustentava. Quando restava a apenas um ano de complementar o curso que conseguiu com concursos públicos o tio foi internado, não durou mais de um mês e morreu. Ele largou os estudos para tratar dele, portanto acabou sem diploma.

Foi então que em um dia na biblioteca Marcos a conheceu.

Era esbelta, não dessas que se vê na televisão, mas uma aparência escultural e não forçada. Um corpo esguio, com cabelos castanhos presos em um coque e óculos discretos - deveria ser uma professora, ou, pelo menos, ela era como professoras cultas deveriam parecer. Possuía olhos amendoados e intensos, uma pele calva. Ela foi quem iniciou a conversa.

Falaram sobre todo o tipo de coisa. Começaram com política e filosofia e, enfim, chegaram à literatura, desde a clássica até a contemporânea, com uma atenção especial aos livros de Conan Doyle. Permaneceram naquela mesa da biblioteca por mais de 4:00 horas, mesmo que, para os dois, parecera poucos minutos.

Alguns meses depois Marcos possuía em seus braços uma filha.

Uma filha nunca estivera em seus planos. Por mais que amasse crianças e não tivesse nenhum jeito com elas, sua condição financeira nunca lhe permitira cogitar tal ideia. Logo, perceba sua alegria quando pegou aquela menina nos braços e descobriu que era justamente o que necessitava para ser feliz.

As feições da criança deixavam claro que aquela em seus braços era sua filha, e os olhos amendoados denunciavam a mãe. Sua única opção seria aceitar tudo aquilo; seu maior problema foi a mãe ter ido embora.

Para uma pessoa não muito esperta e com uma condição financeira não muito boa, Marcos conseguiu sustentar a situação por um bom tempo. Sua sorte foi encontrar uma aposentada que se sentia bastante sozinha e que foi sua grande parceira para criar a pequena Ísis Agnes Rousseau - Agnes acabou como uma homenagem a mãe e a sua personagem mais célebre do livro que escreveu. Muito observou a senhora - que não possuía “Hudson” no nome, mas sim “Turner” - e, para sua felicidade, as semelhanças com a senhoria de Contador de Pipas eram muito grandes; no entanto, as diferenças eram muito evidentes. Tentando deixar de lado aquela ideia absurda, Marcos batia em sua testa.

(...)

22 de Novembro de 2001, Alemanha.

“- Você parece atônito - disse ele, sorrindo ante a minha expressão de surpresa. - Pois, agora que sei disso, tratarei de esquecê-lo o mais depressa possível.”

Os olhos da menina brilharam na medida em que um sorriso tímido, cheio de excitação, porém, surgia em seus lábios ainda rosados pela pouca idade. Apertou os punhos com a limitada força que possuía, demonstrando a ansiedade que percorria seu corpo. Mal conseguia esperar pela próxima página, pela próxima linha, pela próxima palavra que sairia da boca daquele tão estranho e extraordinário ser que habitava, agora, não apenas as folhas de um livro, mas também as de sua mente.

“- Esquecê-lo?!”

Prosseguiu o homem com sua voz grave e elegante, desviando por apenas um segundo o seu olhar do livro em suas mãos para encarar o rosto pálido do menino. Seu peito se encheu de orgulho ao confirmar que a pequena estava tão envolvida com a história como ele estivera anos atrás, quando seu pai também lhe apresentara o livro em questão, e como, sabia bem, seu próprio pai quando seu avô fizera o mesmo.

“- Veja - explicou-me: - Considero o cérebro de um homem como sendo inicialmente um sótão vazio, que você deve mobiliar conforme tenha resolvido. Um tolo atulha-o com quanto traste vai encontrando à mão, de maneira que os conhecimentos de alguma utilidade para ele ficam soterrados, ou, na melhor das hipóteses, tão escondidos entre as demais coisas que lhe é difícil alcançá-los. Um trabalhador especializado, pelo contrário, é muito cuidadoso com o que leva para o sótão da sua cabeça. Não quererá mais nada além dos instrumentos que possam ajudar o seu trabalho; destes é que possui uma larga provisão, e todos na mais perfeita ordem. É um erro pensar que o dito quartinho tem paredes elásticas e pode ser distendido à vontade. Segundo as suas dimensões, há sempre um momento em que para cada nova entrada de conhecimento a gente esquece qualquer coisa que sabia antes. Conseqüentemente, é da maior importância não ter fatos inúteis ocupando o espaço dos úteis.”

O homem alargou ainda mais o sorriso ao observar as feições de sua filha. A menina parecia incrivelmente centrada, séria, focada em cada palavra, acenando com a cabeça ao termino de cada uma delas. Estava envolvido com a história do detetive de tal maneira que há bons minutos não piscava, deixando seus amendoados e grandes olhos um tanto úmidos, apenas para não perder o livro de vista - mesmo com toda a sua dificuldade para ler. O que o pai da pequena não imaginava, entretanto, é que sua filha não encarava aquela história apenas como um extraordinário romance policial com um dos melhores personagens já feitos, mas sim como um manual de como se portar, agir e, principalmente, pensar.

Marcos não desconfiou nem quando, na manhã seguinte, Ísis passou o dia na janela analisando as pessoas que passeavam distraidamente pela rua - mesmo que suas deduções estivessem, inúmeras vezes, certas. [EMPATIA]

(...)

18 de Fevereiro de 2003, Alemanha.

"- A situação é insustentável, Sr. Rousseau. Desculpe-me dizê-lo, mas o senhor sabe que é a verdade. -" Sra. Turner parecia estranhamente agitada. Apesar de tentar manter suas palavras no mesmo tom sereno de sempre, um medo perceptível tomava conta de seu corpo. Marcos, sentado em um canto qualquer, com as costas apoiadas na parede, estava completamente desolado. Ele sempre soube que um dia como aquele chegaria, mas agora que finalmente chegara não se sentia preparado para aquilo. Ísis com toda a certeza era a mais singular dos filhos; não bastasse ser agora, aflorar flores e crescer plantas, o que quer que fosse, mas ainda não continha muitas amizades, por mais carismática e amorosa que fosse, mesmo que Marcos nunca admitisse isso. Mas pouco importava sua esquisitice, ela era sua filha. Muito mais do que isso, na realidade: era sua melhor amiga, aquela que, mesmo sendo uma criança, sempre lhe apoiara. "- Não tem como evitar Sr. Rousseau. Por favor, deixe-me levar Ísis para minha casa. -" Uma lágrima solitária correu pelo rosto do homem.

Foi então que lhe ocorreu. Existiam muitas pessoas nesse mundo. E muitas pessoas não sabem o que existe nesse mundo. Além de humanos, muitos seres habitam as sombras, os bosques, a luz, e até mesmo Cidades inteiras. Dá-se a isso o nome de Mundo Etéreo, uma realidade acima da realidade mundana. São lendas, são histórias, e para uma boa parte do mundo nem existem. É de conhecimento geral, problemas atraem problemas. Monstros atraem monstros. Não apenas monstros; Existe uma seita que caça os monstros. São humanos e seres que se uniram a eles que caçam os todos os tipos e raças de seres. Eles matam, sequestram, vendem e estudam como cobaias. Além disso, existe uma guerra civil do Reino Etéreo. Marcos vive nesse mundo, e sua filha não seria uma caçadora, seria a caça. Seria um monstro, e não escolheu ser assim, apenas nasceu assim. Ela seria caçada por quem era. Mas não estava perdida, estaria com o pai. E como monstro ela controlaria o mundo a sua volta. A natureza seria o seu guia. Água em seu ser, Terra a manterá firme, o vento a soprará para o triunfo, com a alma em chamas.

"- Não. Ela ficará comigo, Sra. Turner. Comigo. -" Marcos abriu um sorriso e enxugou as lágrimas, correu até a menina e a envolveu em seus braços. Pois de repente ele percebeu que ela precisaria dele, mais do que ele precisaria dela.
Outros Dados
FRAQUEZAS:

FRAQUEZAS

COMO?:

Ísis estava sentada junto com seu pai em um banco de uma praça - era mais uma tentativa inútil do homem em fazer sua filha socializar com outras crianças - quando fora vista por um casal fazendo crescer frutos de um arbusto. A mulher gritou e acusou “Eu sabia. Veja querido, eu tinha dito; e mesmo depois de tudo, não acreditou?”, mas fora Sra. Turner que mais uma vez cuidou da situação. Afastou a menina e tentou articular com o casal, que apelidava a pequena. "Uma aberração. Repugnante." disseram.

Em silêncio, Ísis apenas observava a discussão.
Contando com esse momento, e muitos outros, Ísis se torna um tanto impulsiva com atrevimentos, não pensando antes de agir maioria das vezes.

MANIAS:
Ler, sempre tem livros carregando consigo.

PERICIAS:
Línguas,a capacidade de falar, ler e entender uma língua diferente. E esquiva, a capacidade de evitar danos, esquivando-se.


avatar
Messages : 7

Age : 24



Ísis Ag. Rousseau


Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Rodolpho Pollack em Sex Jul 26, 2013 11:37 pm

Ficha Aprovada!

avatar
Messages : 27

Age : 22



Rodolpho Pollack


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum